terça-feira, 22 de novembro de 2016

Menos uma

Menos uma loja, menos uma fábrica e consequentemente menos empregos.

Sim, uma realidade recente, que até então não tínhamos vivido de maneira tão intensa, mesmo na crise de confiança que houve no período da quebra do Lehman Brothers.

Hoje vivemos uma crise política / financeira, que corrói as divisas das empresas e da sociedade.



Mas como fica quem depende de seus ordenados, pois mesmo quem estava "garantido" sente o peso desta crise, pois até mesmo governos de alguns estados estão parcelando salários e ameaçando com demissões. O que torna os servidores públicos inadimplentes não apenas em empréstimos consignados, por exemplo, mas também no mercado em geral, nas lojas, nas oficinas autorizadas, nos bancos (cartão de crédito, investimentos, cheques, etc).

Ainda possuímos o grupo dos aposentados do INSS, que sofrem com diminuição de seus salários todos os anos, que com os seus salários mal conseguem pagar remédios quando necessitam, sofrem com  aumentos muito maiores que seus ordenados.

Ainda não podemos mensurar o custo social, econômico e político desta crise, mas já podemos antever que quem conseguir manter seus negócios, serão fortalecidos, mas aqueles que tiverem que conseguir empregos ou fechar empresas, tendem a ficar sem direção neste momento.

Estamos alinhados com o setor que atuamos, mas temos esperança que todos que possuem condições, possam criar oportunidades para que mais pessoas voltem a formalidade (seja como empregado ou empreendedor), para a geração de emprego e renda em nosso país.

O momento é de uma aliança entre todos os poderes e a sociedade em geral, para que ocorram  mudanças significativas na forma de condução de nosso país.




quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Entraves da Economia Brasileira!

Falando de economia e investidores estrangeiros!
Uma das maiores dificuldades em nosso país, é a alocação de recursos. Pois gastando mal, a tendência é que sejam perdidos em projetos inacabados ou para manter a economia sob controle. 

Mas há um entrave muito maior na economia que já foi muito comentado por diversos especialistas, que é o capital especulativo. Isso causa o endividamento de toda uma nação, para beneficiar grupos que são como gafanhotos, destruindo tudo a sua volta.

Quando o dinheiro que entra no país, serve apenas para comprar títulos da dívida pública, em nada acrescenta na nossa economia.

Aproximação de Países com Projetos
É o momento de buscar soluções adequadas, vemos com bom sinal a aproximação de países que possuem a sua base na economia de mercado.

A viagem do presidente Michel Temer, preencheu uma lacuna de vários anos, o fato do Japão não ter sido visitado por anos, quando é um dos países mais importantes numa economia globalizada.


Há uma oportunidade de Mudar
O Brasil tem a oportunidade real de crescimento, mas isso somente acontecerá quando tiverem a coragem de alterar os juros, pois baixaram mas de maneira irrisória, continuando a ser uma das maiores taxas de juros do mundo. O que continua tirando dinheiro da economia produtiva, pois vale mais a pena ganhar dinheiro no mercado financeiro, do que investir em empresas e funcionários.

Enquanto o capital especulativo for priorizado, em detrimento do capital investido em projetos, continuaremos com recessão e desemprego.

Erros do passado, não justificam os erros do presente
Anteriormente falava-se dos riscos da inflação, hoje vemos claramente os malefícios de uma recessão e se os governantes não tiverem vontade política de mudar a situação, com certeza continuaremos a ser um país com atraso tecnológico, econômico e cultural.




sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Aposentado por invalidez, está pronto para voltar ao mercado de trabalho?

O Governo Federal tenta de todas as formas equilibrar o déficit da Previdência Social, mas isso está refletindo no setor financeiro diretamente.
Vivemos uma crise tremenda, o momento atual para os bancos é de oportunidades, mas também de grandes riscos. Até mesmo bancos sofrem os impactos das mudanças, principalmente pequenos e médios sofrem um duro golpe. Alguns já tendo prejuízos e outros que já amargam uma baixa rentabilidade.

Mas qual a grande mudança? 
Pessoas com menos de 60 anos, que tiveram suas aposentadorias concedidas a mais de dois anos estão sendo revisadas e muitos correm o risco de perder o benefício, se não comparecerem ou forem considerados aptos para o trabalho. 
Neste novo cenário há um temor dos bancos, em virtude da possibilidade destes clientes ficarem inadimplentes.

Idade Mínima Para Conceder Empréstimos, mas já era aposentado?
Os bancos estão comunicando Promotoras de Crédito que aposentadorias por invalidez, só poderão fazer um crédito consignado após 60 anos. Sendo que os empréstimos pelo INSS já contemplavam aposentadorias por invalidez permanente. Apesar dos bancos não se pronunciarem formalmente, possuímos um cenário de incertezas, que reflete diretamente no risco da concessão, pois a pessoa perdendo o benefício pode ser que deixe de honrar o que foi acertado, pois não há mais a garantia da folha de pagamento. O empréstimo consignado revisto, pode gerar um efeito dominó, onde um caindo caem outros. Por isso a importância das instituições estarem se resguardando.



Bancos pequenos e médios , sofrerão por muito tempo o impacto ?
Os bancos pequenos e médios talvez sejam os maiores prejudicados, mas acreditamos que logo isso seja normalizado, pois daqui para frente terão critérios mais seguros para conceder os empréstimos, 

Mas o que acontecerá com aposentados que tiverem seus benefícios extintos? 
Se deixarem de ser aposentados e ficarem sem renda, comprometendo a própria sobrevivência, pode causar um mal social tremendo. Os aposentados até 60 anos, se julgados aptos terão que procurar emprego novamente. Tudo em virtude de desgovernos passados. Não falamos de A ou B; direita ou esquerda, mas da falta de planejamento no Brasil como um todo. Talvez alguns não sejam pegos de surpresa, mas imagino pessoas sem qualificação, com certa idade, voltando ao mercado de trabalho. Apesar que temos empresas preocupadas com isso, como algumas redes de fast food, por exemplo, já absorvem uma parte dessa mão de obra.

O Legado deixado pela Corrupção!
Todos estão vendo certa dúvida da União que paira no ar sobre pessoas e instituições. Essa desconfiança do governo federal é o reflexo da falta de confiança nas instituições, em virtude da corrupção presente, mas o que nos deixa perplexos é que a desconfiança recaiu sobre os aposentados, que já sofrem tanto.

Só quem decide e que tem direito?
Queremos que o Brasil dê certo, mas que sejam revistas também leis que beneficiam poucas pessoas, deixando de lado aqueles que mais necessitam de seus benefícios para viver e não usufruem das vantagens concedidas em função do cargo que se ocupa. Que mudem a situação, pois não gostamos de pensar que existe um lugar onde a igualdade só serve para os outros.
  


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Fatiamento do Salário dos Servidores Públicos RS



  Muitos estão pouco se importando com os salários atrasados dos funcionalismo público do RS.
  O estado do RS não é de hoje que passa por uma crise, já tivemos outras e todas passam. O problema não é a crise passar, mas problemas que crescem, ganham contornos e na verdade se tornarem maiores do que já são, quando na verdade eram para serem apenas sombras e não pesadelos.

O estado sofre prejuízos de toda ordem, moral e financeiramente. Moral porque as pessoas que são lesadas com o atraso nos seus salários, evitam até mesmo serem vistas na rua, simplesmente por vergonha, sem possuírem culpa dos descaminhos seguidos por muitos governantes do passado, que simplesmente como Pôncio Pilatos, lavaram suas mãos e passaram o problema para governantes seguintes. 
Financeiramente nem precisa ser falado, pois com o "fatiamento" dos salários, as pessoas tornam-se inadimplentes e não contribuem com a economia, mas devem procurar sempre alternativas para honrar compromissos, simplesmente por terem seus salários parcelados. Até mesmo solicitando empréstimos consignados para poderem equilibrar em partes suas contas.

A culpa total não pode ser atribuída apenas ao governo Sartori, mas também as más administrações que o antecederam.

Somente com soluções financeiras eficazes o governo conseguirá equilibrar as contas e clamamos para que esse governo escute as vozes dos que gritam por socorro, pois quando mechemos com os pilares de uma nação civilizada, a educação e segurança, há uma tendência de que todo o governo entre em colapso.

Que possamos seguir em frente e o estado do RS volte a ter ares Europeu.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Crédito Fácil Online - Uma experiência em Crédito Consignado!

O que a Crédito Fácil Online se propõe?
Perguntaram aos nossos líderes qual seria a missão da empresa, pois verificando uma oportunidade no mercado, deixou de ser uma Promotora de Crédito tradicional, tornando-se uma empresa de Soluções Financeiras, com maior número de produtos, serviços, com acesso a informação online, com isso, aumentou sua área de abrangência, deixando de ser regional para tornar-se uma plataforma  que atende-se todo o país.

Como a empresa se vê hoje?
 * Se vê como o tigre no meio de tubarões, dentro de uma embarcação marítima, com uma luta constante mas mantendo firme o seu barco em constante movimento.
Neste período a empresa fortaleceu a relação com outras empresas (bancos /financeiras/ promotoras de crédito), profissionais da área de finanças e empréstimos. 
Tudo isso para melhor atender o seu público na área de consignados, público compreendido por: aposentados do INSS, Pensionistas, Servidores Públicos e Militares. 

Novos meios de comunicação, exigem outra abordagem de relacionamento!
A empresa procura constantemente formas de melhor se relacionar com seus clientes, isso sendo solidificado através de canais disponíveis,
A Credito Fácil Online possui posições firmes quando questionada sobre ética, mercado financeiro e futuro no setor. Tanto que é uma das maiores propagadoras de boas práticas no setor, ficando estarrecida quando acontecem fraudes, fique registrado, que poderiam ser evitadas

* Empréstimo Consignado Porto Alegre - Servidores públicos do município de POA.
* Empréstimo Consignado Rio Grande do Sul - Servidores do Estado RS
* Empréstimo Consignado Santa Catarina - Servidores públicos Estado SC
* Empréstimo Consignado Brasil (Privado) - Aposentados INSS, Pensionistas INSS, 
* Empréstimo Consignado Brasil (Público) - Servidores Públicos Federais e Militares.

Diferencias da Crédito Fácil Online

* Empréstimos consignados até 96x.
* Equipe com experiência no mercado financeiro (Você pode solicitar portabilidade, empréstimo consignado e refinanciamento do empréstimo).
 * Atendimento personalizado
* Canais diretos (mídias digitais) - Skype, talk, whatsapp.
* Simulação INSS - Siape - Militares - Prefeitura de Porto Alegre - Estado RS - Estado SC

Entre em contato hoje mesmo! 
http://creditofacilonline.com - Simule seu crédito
Rua Caldas Júnir, 20 / Centro Histórico
Porto Alegre/RS
(51) 3012-0599